Bibliografia : Geopolítica




Bibliografia recomendada: 
Teorias Geopolítica e Poder nas Relações Internacionais



ARON, Raymond (2002). Paz e Guerra entre as Nações.  Ed. UnB/FUNAG: Brasília, DF.


ÁVILA, Fabrício S.; MARTINS, José Miguel Q. & CEPIK, Marco A. C. (2009). Armas estratégicas e poder no sistema internacional: o advento das armas de energia direta e seu impacto potencial sobre a guerra e a distribuição multipolar de capacidades. Revista Contexto Internacional, vol. 31, nº 1, p. 49-83. Rio de Janeiro, Brasil.

BACKHEUSER, Everardo (1952). Curso de Geopolítica Geral e do Brasil. ed. Bibliex: Rio de Janeiro,RJ.

BANDEIRA, Luiz A. Moniz (2003). Brasil, Argentina e Estados Unidos: Conflito e integração na América do Sul (da Triplica Aliança ao Mercosul – 1870 a 2002). ed. Revan: Rio de Janeiro: RJ.

BANDEIRA, Luiz A. Moniz (2003). Estado Nacional e política internacional na América Latina: o continente nas relações Argentina-Brasil (1930-1992). ed. Ensaio: São Paulo, SP.

CASTRO, Therezinha de (1997). América do Sul: vocação geopolítica. CEE - ESG. <http://www.esg.br/cee/ARTIGOS/tcastro1.pdf>

CASTRO, Therezinha de (org.) [1983] "O Mar, Enfoque Geopolítico". A Defesa Nacional, nº 708, 1983.

CASTRO, Therezinha de, (1999). Geopolítica. Princípios, meios e fins. ed. Bibliex: Rio de Janeiro, RJ.


CEPIK, Marco (2010) [org]. Segurança internacional: práticas, tendências e conceitos. Ed. Hucitec: São Paulo, SP.

CLAVAL, Paul (1978). Espaço e Poder. Zahar Editores: Rio de Janeiro, RJ.

COSTA, Wanderley M. (1992). Geografia Política e Geopolítica. ed. Hucitec: São Paulo, SP.


COSTA, Wanderley M. (2008). Geografia Política e Geopolítica. Edusp: São Paulo, SP.

COUTO E SILVA, Golbery (1955). Planejamento estratégico. Biblioteca do Exército, Rio de Janeiro, RJ.

COUTO e SILVA, Golbery (2003). Geopolítica e poder. ed. UniverCidade: Rio de Janeiro, RJ.


DINIZ, Eugenio (2007). Política Internacional: Guia de Estudos das Abordagens realistas e da balança de poder. Ed. Pucminas: Belo Horizonte, MG.

GUIMARÃES, Samuel Pinheiro (1999). Quinhentos anos de periferia. ed. Contraponto: Porto Alegre, RS.


LINS, Hoyedo N. (1991). Integração econômica e geopolítica: algumas observações. Geosul (UFSC), v. 10, p. 71-92. Florianópolis, SC.

LINS, Hoyedo N.(2006). Energia e geopolítica. Atualidade Econômica, v. 18, n.49, p. 10-19. Florianópolis, SC.


MARTINS, José Miguel Q. (2008). Digitalização e guerra local: como fatores do equilíbrio internacional. Tese de doutorado, PPG Ciência Política. UFRGS: Porto Alegre, RS.

MARTIN, André Roberto (1998). Fronteiras e Nações. ed. Contexto: São Paulo, SP.

MATTOS, Carlos de Meira (1977). A geopolítica e as projeções do poder. ed. Biblioteca do Exército: Rio de Janeiro, RJ.

MATTOS, Carlos de Meira. (1990) Geopolítica e Teoria de Fronteiras: Fronteiras do Brasil. ed. Biblioteca do Exército: Rio de Janeiro, RJ.

MATTOS, Carlos de Meira (1984). Geopolítica e trópicos. ed. Biblioteca do Exército: Rio de Janeiro, RJ.

MEARSHEIMER, John J. (2001). The tragedy of great power politics. W. W. Norton & Company: Nova Iorque, EUA.

MELLO, Leonel I. A. (1997). Argentina e Brasil: A balança de poder no Cone Sul. Annablume: São Paulo, SP.

MELLO, Leonel Itaussu A. (1994). A Geopolítica do Poder Terrestre Revisitada. Revista Lua Nova, nº 34, p. 56-69.


MELLO, Leonel Itaussu (1999). Quem tem medo de Geopolítica?. Edusp/Hucitec: São Paulo, SP.


MELLO, Leonel I. A. (2002). Brasil e Argentina em Perspectiva. Revista de História, n. 147, ano 9, p. 211-224. <http://www.revistasusp.sibi.usp.br/pdf/rh/n147/a09n147.pdf>
MORGENTHAU, Hans (2003). A Política entre as Nações. FUNAG; Editora UnB: Brasília, DF.

PARET, Peter (org.). Makes of modern strategy: from Machiaveli to the nuclear age. Princeton University Press: Princeton, 1986.

PROENÇA Jr, Domício, et all (1999). Guia de Estudos de Estratégia. Ed. Jorge Zahar: Rio de Janeiro, RJ.

RAFFESTIN, Claude (1993). Por uma geografia do poder. Ed. Ática: São Paulo, SP.

RIBEIRO, Antônio S. (2004). A Consciência Estratégica dos Oceanos. Nação e Defesa, Revista Marítima Brasileira, nº108, Verão de 2004. <http://www.idn.gov.pt/publicacoes/nacao_defesa/numeros/108.html>

SANTOS, Theotonio dos (1977). Imperialismo e corporações multinacionais. Ed. Paz & Terra: Rio de Janeiro, RJ.  

TORRES FILHO, Ermani T. (2004). O papel do Petróleo na Geopolítica Americana. p. 309-346. In: FIORI, José Luís. (2004) [org.]. O Poder Americano. Ed. Vozes: Petrópolis, RJ.

VESENTINI, José William (1996). A capital da geopolítica. ed. Ática: São Paulo, SP

VESENTINI, José Willian (2004). Novas Geopolíticas. 3ª ed. ed. Contexto: São Paulo, SP.

VISENTINI, Paulo G. F. (2012). A Primavera Árabe: entre a Democracia e a Geopolítica do Petróleo. Editora Leitura XXI: Porto Alegre, RS. 

VIZENTINI, Paulo G. F. (1998). Segunda Guerra Mundial: historia e relações internacionais, 1931-1945. Ed. UFRGS: Porto Alegre, RS.

VIZENTINI, Paulo G. F. (1998). A política externa do Regime Militar brasileiro: multilateralização, desenvolvimento e a construção de uma potência média (1964 – 1985). ed. UFRGS: Porto Alegre, RS.
VIZENTINI, Paulo G. F. (2000). Mercosul: Dimensões Estratégicas, Geopolíticas e Geoeconômicas. p. 27-41. In: LIMA, Marcos; MEDEIROS, Marcelo (Org.). O Mercosul no Limiar do Século XXI. CLACSO, São Paulo, 2000.

VIZENTINI, Paulo G. F. (2000). Os EUA, a OTAN e a Geopolítica do Império: o Caso da Guerra da Iugoslávia. p. 249-270. In: CARRION, Raul; VIZENTINI, Paulo G. F. (orgs) [2000]. A Crise do Capitalismo Globalizado na Virada do Milênio. ed. UFRGS/CEDESP-RS: Porto Alegre:, RS.

VIZENTINI, Paulo. G. F. (2003). América do Sul: espaço geopolítico prioritário do projeto nacional brasileiro. p. 183-211. In: REBELO, Aldo; FERNANDES, Luis; CARDIM, Henrique (orgs.) [2003]. Política externa do Brasil para o século XXI. Câmara dos Deputados,  Brasília, DF.

VIZENTINI, Paulo G. F. & WIESEBRON Marianne (2006) [orgs]. Neo-hegemonia americana ou multipolaridade? Pólos de poder e sistema internacional. Ed. UFRGS: Porto Alegre, RS.








Bibliografia recomendada :
Geografia Econômica, Globalização, Território, Regionalização e Fragmentação


-->ARRIGHI, Giovanni (1996). O Longo Século XX: dinheiro, poder e as origens de nosso tempo. Rio de Janeiro: Ed. Contraponto; São Paulo: Ed. UNESP. 


BANDEIRA, Luiz A. Moniz (2002). As políticas neoliberais e a crise na América do Sul. Revista Brasileira de Política Internacional, vol. 45, nº 2, p. 135-146. <http://www.scielo.br/pdf/rbpi/v45n2/a07v45n2.pdf>

CARVALHO, D. (1939). Geografia das Fronteiras. Revista Brasileira de Geografia, Ano I, Rio de Janeiro, 1939.


CHANG, Ha-Joon (2003). Chutando a escada: estratégia do desenvolvimento em perspectiva histórica. Editora UNESP: São Paulo, SP.

CHANG, HA-Joon (2009). Maus Samaritanos: O mito do livre comércio e a história secreta do capitalismo. Editora Campus: Rio de Janeiro, RJ.


CHOSSUDOVSKY, Michel (2008). La desestabilización de Bolivia y la “Opción Kosovo. Global Research, 23/09/2008 <http://www.globalresearch.ca/index.php?context=va&aid=10315>

DUVERGER, Maurice (1975). As modernas tecno-democracias. Poder econômico e poder político. Ed. Paz & Terra: Rio de Janeiro, RJ. 

FRIEDMAN, George (2012). A Próxima Década. Editora Novo Conceito: Ribeirão Preto, SP.
FURTADO, Celso (1992). Globalização das estruturas econômicas e identidade nacional. Estudos Avançados, vol. 6, nº 16, pp. 55-64. <http://www.scielo.br/pdf/ea/v6n16/v6n16a05.pdf>

FURTADO, Celso (1998). O Capitalismo Global. 6ª edição. Ed. Paz e Terra: São Paulo, SP.



FURTADO, Celso (1999). O longo amanhecer: reflexões sobre a formação do Brasil. Ed. Paz e Terra: São Paulo, SP.

FURTADO, Celso (2003). Raízes do Subdesenvolvimento. Ed. Civilização Brasileira: Rio de Janeiro, RJ.


GUIMARÃES, Samuel Pinheiro (1999). Quinhentos anos de periferia. ed. Contraponto: Porto Alegre, RS.

HABERMAS, Jurgen (2001). A constelação pós-nacional. Littera Mundi: São Paulo, SP.


LOUREIRO, Felipe P. (2007). Desenvolvimentismo às avessas: o processo de desindustrialização brasileiro sob a égide neoliberal (1990-1999). Revista de Economia Política e História Econômica, 08, julho, p. 33-62. <http://rephe01.googlepages.com/rephe08textofelipe.pdf>

MÉSZÁROS, István (1981). Marx: a teoria da alienação. Zahar ed.: Rio de Janeiro, RJ.

NASSER, Reginaldo Mattar & TEIXEIRA, Carlos G. P. (2007). "A Doutrina da Guerra Preventiva e suas Conseqüências". Radar do Sistema Internacional. <http://rsi.cgee.org.br/documentos/4244/1.PDF>

O’NEILL, Jim (2012). O Mapa do Crescimento: Oportunidades Econômicas nos BRICs e além deles. Editora Globo: São Paulo, SP.
       
SANTOS, Milton (1977). Economia espacial. Críticas e Alternativas. Ed. Hucitec: São Paulo, SP.

SANTOS, Milton (1979). O espaço dividido. Os dois circuitos da economia urbana dos países subdesenvolvidos. Livraria Francisco Alves: Rio de Janeiro, RJ.

SANTOS, Milton (1994). “O retorno do território”, p. 198- 210. In: SANTOS, Milton,SOUZA; Maria Adélia; SILVEIS, Maria Laura (orgs.). Território, globalização e fragmentação. Ed. Hucitec/Anpur: São Paulo, SP.

SANTOS, Milton,SOUZA; Maria Adélia; SILVEIS, Maria Laura (orgs.). Território, globalização e fragmentação. Ed. Hucitec/Anpur: São Paulo, SP.

SANTOS, Milton (1994). Técnica, espaço, tempo – globalização e meio técnico-científico informacional. Ed. Hucitec: São Paulo, SP.

SANTOS, Theotonio dos (1977). Imperialismo e corporações multinacionais. Ed. Paz & Terra: Rio de Janeiro, RJ.

VIZENTINI, Paulo G. F.(2007). "A Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN): Integrar para Sobreviver entre Dois Gigantes". Radar do Sistema Internacional. <http://rsi.cgee.org.br/documentos/4026/1.PDF>

VIZENTINI, Paulo G. F.(2006). "Processos de Integração Regional Afro-Asiáticos: SAARC, ASEAN e SACU/SADC". Radar do Sistema Internacional.  <http://rsi.cgee.org.br/documentos/273/1.PDF>

VIZENTINI, Paulo G. F. "A vida após a morte: breve História mundial do presente pós-"fim da História". Revista Tempo, nº 16, p. 35-57. Rio de Janeiro, RJ. <http://www.historia.uff.br/tempo/artigos_dossie/artg16-3.pdf>

VIZENTINI, Paulo G. F. (2000). Os EUA, a OTAN e a Geopolítica do Império: o Caso da Guerra da Iugoslávia. p. 249-270. In: CARRION, Raul; VIZENTINI, Paulo G. F. (orgs) [2000]. A Crise do Capitalismo Globalizado na Virada do Milênio. ed. UFRGS/CEDESP-RS: Porto Alegre:, RS. 

SEBBEN, Fernando D. O. (2008) Secessão Boliviana: Um Estudo de Caso sobre Conflito Regional. I Seminário Nacional de Ciência Política da UFRGS. p. 1-22. UFRGS: Porto Alegre, RS.

TOSTA, Octavio (1984). Teorias geopolíticas. Ed. Bibliex: Rio de Janeiro, RJ.

WALLERSTEIN, Immanuel (2002). Após o liberalismo.  ed. Vozes: Petrópolis, RJ.




Bibliografia recomendada :
Geopolítica do Brasil e da América do Sul


BAKKER, Mucio P.R. (1969). "O problema da delimitação das águas territoriais e a solução para o Brasil". Revista Marítima Brasileira, nº 1-3 de 1969. Rio de Janeiro, RJ.

BACKHEUSER, Everardo (1952). Curso de Geopolítica Geral e do Brasil. Bibliex: Rio de Janeiro,RJ.

BANDEIRA, Luiz A. Moniz (2003). Brasil, Argentina e Estados Unidos: Conflito e integração na América do Sul (da Triplica Aliança ao Mercosul – 1870 a 2002). ed. Revan: Rio de Janeiro: RJ.

BANDEIRA, Luiz A. Moniz (2003). Estado Nacional e política internacional na América Latina: o continente nas relações Argentina-Brasil (1930-1992). ed. Ensaio: São Paulo, SP.
 
BANDEIRA, Luiz A. Moniz (2008). O Brasil como potência regional e a importância estratégica da América do Sul na sua política exterior. Revista Espaço Acadêmico, nº 91, dezembro de 2008, <http://www.espacoacademico.com.br/091/91bandeira.htm>

BANDEIRA, Luiz A. Moniz (2008). A importância geopolítica da América do Sul na estratégia dos Estados Unidos. Revista Espaço Acadêmico, nº 89, outubro de 2008, <http://www.espacoacademico.com.br/089/89bandeira.htm>
 
BECKER, Bertha K. (2001). Revisão das políticas de ocupação da Amazônia: é possível identificar modelos para projetar cenários? Revista Parcerias Estratégicas, n. 12, setembro de 2001, p. 135-159, MCT. <http://seer.cgee.org.br/index.php/parcerias_estrategicas/article/view/178/172>

BECKER, Bertha K. (2005). Geopolítica da Amazônia. Estudos Avançados, vol.19, n.53, p. 71-86. <http://www.scielo.br/pdf/ea/v19n53/24081.pdf>

BECKER, Bertha K. (2007). Amazônia: geopolítica na virada do III milênio. Ed. Garamond: Rio de Janeiro, RJ.


BIONDI, Aloysio (1999). O Brasil privatizado: Um balanço do desmonte do Estado. ed. Fundação Perseu Abramo: São Paulo, SP. <http://www2.fpa.org.br/uploads/Brasil_Privatizado.pdf>

BIONDI, Aloysio (2000). O Brasil privatizado II: O assalto das privatizações continua. ed. Fundação Perseu Abramo: São Paulo, SP. <http://www2.fpa.org.br/uploads/Brasil_privatizado%20II.pdf>

BANDEIRA, Luiz A. Moniz (2003). Estado Nacional e política internacional na América Latina: o continente nas relações Argentina-Brasil (1930-1992). ed. Ensaio: São Paulo, SP.


CARDOSO, Rodrigo Bertoglio (2008). A Amazônia e o Interesse Nacional: Panorama Histórico da Cobiça. I Seminário Nacional de Ciência Política da UFRGS, 03 a 05 de setembro de 2008. Porto Alegre, RS.

CASTRO, Theresinha de (1970). África, geografia, geopolítica e relações internacionais. ed. Zahar: Rio de Janeiro, RJ.

CASTRO, Therezinha de (1994). Nossa América: geopolítica comparada. ed. Biblioteca do Exército: Rio de Janeiro, RJ.

CASTRO, Therezinha de (1997). América do Sul: vocação geopolítica. CEE - ESG. <http://www.esg.br/cee/ARTIGOS/tcastro1.pdf>

CEPIK, Marco (2005). Segurança na América do Sul: Traços Estrutrais e Dinâmica Conjuntural. Observatório Político Sul-Americano - OPSA, IUPERJ/UCAM. Rio de Janeiro, RJ. <http://observatorio.iuperj.br/artigos_resenhas/Seguranca%20na%20America%20do%20Sul.pdf>

CEPIK, Marco (2008). A Crise Andina e o Futuro da Unasul. Análise de Conjuntura OPSA, nº 4, abril IUPERJ/UCAM, Rio de Janeiro, RJ. <http://observatorio.iuperj.br/pdfs/45_analises_AC_n_4_abr_2008.pdf>


CORRÊA, Fernanda G. (2008). O submarino de propulsão nuclear e a estratégia nacional. E-Premissas Revista de Estudos Estratégicos, Nº 03 – Janeiro/junho – 2008. Núcleo de Estudos Estratégicos, Unicamp, Campinas, SP. <http://www.unicamp.br/nee/epremissas/pdfs/3/submarino.pdf>

 FERNANDES, Luís (2008). A Geopolítica do Aquecimento Global. Revista Princípios, n. 96, jun/jul/2008, p. 17-21, Fundação Maurício Grabois. <http://grabois.org.br/admin/arquivos/arquivo_50_212.pdf>

FEROLLA, Sergio Xavier & METRI, Paulo (2006). Nem todo o petróleo é nosso. Ed. Paz & Terra: São Paulo, SP.

FEROLLA, Sergio & METRI, Paulo (2008). Incertezas e cobiça sobre o petróleo do Brasil. Le Monde Diplomatique Brasil. Online. 27/07/2008. <http://diplo.uol.com.br/2008-07,a2511>.

FIORI, José Luís (2003). “Internacional: O Brasil no império americano. Revista Teoria & Debate, nº 52,  dez.2002/ jan./fev. 2003.
-->

FIORI, José L.(2001). “Sistema Mundial: Império e Pauperização”, em José L. FIORI & MEDEIROS, C. (orgs). Polarização mundial e crescimento. Ed.Vozes: Petrópolis, RJ.

FIORI, José Luís (2004) [org]. O Poder Americano. Ed. Vozes: Petrópolis, RJ.

FIORI, José L. (2009). “O debate da política externa: os conservadores. Carta Maior, 02/12/2009.
FLORES, Mario C. (2005). "Presença norte-americana no Paraguai". Revista Política Externa, Vol. 14, nº 3, dez/jan/fev. de 2005/2006, p. 33-39.

 FLORIPES, F. V.; LINS, Hoyedo N. (2011). Caminhos cruzados de Brasil e Argentina em torno da energia nuclear. Revista de Economia & Relações Internacionais, v. 9, p. 35-50, 2011.
GIUDICE, Dante S. & TOLEDO Jr, Rubens (2007). "A Importância das Redes na Geopolítica Brasileira". Revista Mercator, Vol. 6, n. 11. <http://www.mercator.ufc.br/index.php/mercator/article/view/53/28>

-->
GONÇALVES, Reinaldo & POMAR, Valter (2000). O Brasil endividado: Como a dívida externa aumentou mais de US$ 100 bilhões nos anos 90. ed. Fundação Perseu Abramo: São Paulo, SP. <http://www2.fpa.org.br/uploads/Brasil_privatizado%20II.pdf>

GRAZIANO DA SILVA, José (1999). Tecnologia e agricultura familiar. ed. UFRS: Porto Alegre, RS.

GRAZIANO DA SILVA, José (1996). A nova dinâmica da agricultura brasileira. ed. IE/Unicamp: Campinas, SP. 

GUIMARÃES, Samuel Pinheiro (1999). Quinhentos anos de periferia. ed. Contraponto: Porto Alegre, RS.

GUIMARÃES, Samuel P. (2006). Desafios Brasileiros na Era dos Gigantes. Rio de Janeiro: Ed. Contraponto.

GUIMARÃES, Samuel Pinheiro (2007). O mundo Multipolar e a Integração Sul-Americana. Revista Comunicação & Política, vol. 25, nº 3, p.169-189. <http://www.cebela.org.br/imagens/Materia/04NCT02%20Samuel.pdf>


HIRST, Monica (1988). Contexto e estratégia do programa de integração Argentina-Brasil. Revista de Economia Política, vol. 8, nº 3, p. 55-72, julho-setembro/1988. <http://www.rep.org.br/pdf/31-4.pdf>

LAFER, Celso (2001). Identidade Internacional do Brasil e a política externa brasileira. ed. Perspectiva: São Paulo, SP.


MELLO, Leonel I. A. (1997). Argentina e Brasil: A balança de poder no Cone Sul. Annablume: São Paulo, SP.

MELLO, Leonel I. A. (2002). Brasil e Argentina em Perspectiva. Revista de História, n. 147, ano 9, p. 211-224. <http://www.revistasusp.sibi.usp.br/pdf/rh/n147/a09n147.pdf>



MEIRA MATTOS, Carlos (2000). "A Geopolítica Brasileira – Predecessores e Geopolíticos". Revista da ESG, nº 39, ano XVII, p. 58-82. <http://www.cepen.org/pdfs/art07.pdf>

MATTOS, Carlos de Meira. (1990) Geopolítica e Teoria de Fronteiras: Fronteiras do Brasil. ed. Biblioteca do Exército: Rio de Janeiro, RJ.

MATTOS, Carlos de Meira (1984). Geopolítica e trópicos. ed. Biblioteca do Exército: Rio de Janeiro, RJ.

MATTOS, Carlos de Meira (1980). Uma geopolítica Pan-Amazônica. ed. Biblioteca do Exército: Rio de Janeiro, RJ.

MATTOS, Carlos de Meira (1975). Brasil: geopolítica e destino. ed. Biblioteca do Exército: Rio de Janeiro, RJ.

MATTOSO, Jorge (1999). O Brasil desempregado: Como foram destruídos 3 milhões de empregos no Brasil nos anos 90. ed. Fundação Perseu Abramo: São Paulo, SP. <http://www2.fpa.org.br/uploads/Brasil_desempregado.pdf>


MIYAMOTO, Shiguenoli (1990). Integração Brasil-Argentina: aspectos político-estratégicos. Politica e Estratégia, vol. VIII, nº 1, jan-mar. 1990, p. 75-94. Centro de Estudos Estratégicos, São Paulo, SP.

MIYAMOTO, Shiguenoli (1985). A geopolítica e o Brasil potência. UNESP: Marília SP.
 
MIYAMOTO, Shiguenoli (1995). Geopolítica e Poder no Brasil. ed. Papirus: Campinas/São Paulo, SP.

MORAES, Antonio Carlos Robert (2002). Território e história no Brasil. ed. Hucitec/Annablume: São Paulo, SP.

OLIVEIRA, Lucas K. (2009). “Segurança Energética no Atlântico Sul: Análise Comparada dos Conflitos e Disputas em Zonas Petrolíferas na América do Sul e África”. XXXIII Encontro Anual da ANPOCS, 26 a 30/10/2009, Caxambu, MG. 


OLIVEIRA, Lucas Kerr (2010). Geopolítica do Atlântico Sul: Petróleo nas Malvinas amplia disputa entre Inglaterra e Argentina. Jornal pare o Trem, n. 6, 24 de janeiro de 2010. Disponível em: <http://diariodopresal.wordpress.com/2010/03/18/geopolitica-do-atlantico-sul-petroleo-nas-malvinas-amplia-disputa-entre-inglaterra-e-argentina/>


OLIVEIRA, Odete Maria (1998). A integração bilateral Brasil-Argentina: tecnologia nuclear e Mercosul. Revista Brasileira de Política Internacional, vol. 41, nº 1, p. 5-23. <http://www.scielo.br/pdf/rbpi/v41n1/v41n1a01.pdf>


PAGLIARI, Graciela C. (2009). O Brasil e a segurança na América do Sul. Editora Juruá: Curitiba, PR.
 

PAGLIARI, Graciela De Conti (2010). Segurança e defesa na América do Sul: a cooperação regional e o papel do Brasil. Diálogo, Canoas, nº 16 , p.13-29, jan./jun. 2010.

PECEQUILO, Cristina Soreanu & HAGE, José A. Altahyde (2007). Dilemas Sul-Americanos: o Brasil, o Paraguai e Itaipu. Meridiano 47. vol. <http://seer.bce.unb.br/index.php/MED/article/view/1132/799>


PENNA FILHO, Pio (2003). Regionalismo, Segurança e Cooperação: O Atlântico Sul como espaço de possibilidades entre o Cone Sul e a África Austral. Cena Internacional, v. 2, p. 12-32. ed. UnB: Brasília, DF.

PENHA, Eli A. (1998). Relações Brasil-África e Geopolítica do Atlântico Sul. Tese de doutorado, Instituto de Geociências, UFRJ. Rio de Janeiro, RJ.

PENNA FILHO, Pio (2003). "Regionalismo, Segurança e Cooperação: O Atlântico Sul como espaço de possibilidades entre o Cone Sul e a África Austral". Cena Internacional. v. 2, p. 12-32. ed. UnB: Brasília, DF

SARAIVA, José Flávio & PANTOJA, Selma (1999). Angola e Brasil nas Rotas do Atlântico Sul. Bertrand do Brasil: Rio de Janeiro, RJ.

SARAIVA, José Flávio (1996). O Lugar da África: a dimensão atlântica da política externa brasileira. ed UnB: Brasília, DF.

SARDENBERG, Ronaldo (1995). O Brasil e o papel das Nações Unidas na Manutenção da Paz e Segurança Internacionais. Editora UnB: Brasília, DF.

SENNES, Ricardo (2004). As mudanças da política externa brasileira nos anos 1980: uma potência média recém industrializada. Editora UFRGS: Porto Alegre, RS.

SEBBEN, Fernando D. O. (2008) Secessão Boliviana: Um Estudo de Caso sobre Conflito Regional. I Seminário Nacional de Ciência Política da UFRGS. p. 1-22. UFRGS: Porto Alegre, RS. 

SOMBRA SARAIVA, José Flávio & GALA, Irene Vida (2000). "O Brasil e a África no Atlântico Sul: Uma visão de paz e cooperação na história da construção da cooperação africano-brasileira no Atlântico Sul". X Congresso Internacional da ALADAA, 26 al 29 de outubro de 2000. Ed. da UCAM: Rio de Janeiro, RJ. <http://bibliotecavirtual.clacso.org.ar/ar/libros/aladaa/sombra.rtf>

PEREIRA, Analúcia Danilevicz (2004). A política externa do Governo Sarney: a Nova República diante do reordenamento internacional (1985-1990). ed. UFRGS: Porto Alegre, RS.

PROENÇA Jr, Domício e DINIZ, Eugênio (1998). A Política de Defesa no Brasil. ed. UnB: Brasília, DF

VESENTINI, José William (1996). A capital da geopolítica. ed. Ática: São Paulo, SP

VIEIRA, Paula (2008). "A exploração do pré-sal e o futuro brasileiro". Jornal da Universidade, UFRGS, nº 113, ano XII, novembro de 2008, p. 5. <http://www.ufrgs.br/comunicacaosocial/jornaldauniversidade/113/pagina5.htm>

VIZENTINI, Paulo G. F. (1993) Da barganha nacionalista à Política Externa independente: uma política exterior para o desenvolvimento (1951-64). Tese de Doutorado em História Econômica. USP: São Paulo, SP.

VIZENTINI, Paulo G. F. (1998). A política externa do Regime Militar brasileiro: multilateralização, desenvolvimento e a construção de uma potência média (1964 – 1985). ed. UFRGS: Porto Alegre, RS.

VIZENTINI, Paulo G. F. (2000). Mercosul: Dimensões Estratégicas, Geopolíticas e Geoeconômicas. p. 27-41. In: LIMA, Marcos; MEDEIROS, Marcelo (Org.). O Mercosul no Limiar do Século XXI. CLACSO, São Paulo, 2000.

VIZENTINI, Paulo. G. F. (2003). América do Sul: espaço geopolítico prioritário do projeto nacional brasileiro. p. 183-211. In: REBELO, Aldo; FERNANDES, Luis; CARDIM, Henrique (orgs.) [2003]. Política externa do Brasil para o século XXI. Câmara dos Deputados,  Brasília, DF.


VIZENTINI, Paulo G. F. (2004a). O Brasil: Problemas de Defesa e Segurança no Século XXI. p. 171-178. PINTO, J.R. de Almeida, ROCHA, A.J.. Ramalho da, SILVA, R. Doring Pinho (2004) [orgs.]. O Brasil no cenário internacional de defesa e segurança. O pensamento Brasileiro Sobre Segurança. Vol. 2. Ministério da Defesa, Secretaria de Estudos e de Cooperação. Brasília, DF. <http://www.defesa.gov.br/arquivos/colecao/brasil.pdf>

WALLERSTEIN, Immanuel (2010). "EUA lêem erroneamente a política externa do Brasil", Carta Maior, 06/02/2010. <http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=16386>